Declaração da Fé

+A | -A


É obrigatório a toda a pessoa que pretende aderir ao Islão, acreditar e dizer: “Testemunho que não existe outra divindade excepto Deus, e que Muhammad é o Seu Mensageiro”. Com esta simples, mas importante e poderosa declaração, a pessoa é considerada Muçulmana. Não existe iniciação alguma no seio do Islão.

Os conceitos contidos no testemunho de fé podem ser explicados pela análise de cada uma das três partes que o constituem. A primeira parte, “Outra divindade…”, é uma negação do politeísmo[1]. É uma negação da existência de qualquer divindade verdadeira, a não ser Deus, ou de qualquer entidade que partilhe de algum dos atributos de Deus. A segunda parte, “…excepto Deus”, é uma afirmação do monoteísmo. Deus é o único a Quem deve ser prestado culto.
“Muhammad é o Mensageiro de Deus” constitui a terceira parte da declaração de fé. Trata-se de uma afirmação da Profecia de Muhammad (r), como o último dos Profetas e Mensageiros de Deus[2]. Isto exige a aceitação incondicional do Alcorão e do que verdadeiramente foi dito por Muhammad (r), assim como as suas tradições.

Ao acreditar e ao proclamar o testemunho de fé, a pessoa rejeita todos os falsos objectos de adoração, afirmando que Deus é o único a Quem deve ser prestado culto. Deus não possui igual ou associado. Deus promete que, assim que a pessoa afirmar e dizer sinceramente: “Testemunho que não existe outra divindade, excepto Deus, e que Muhammad é o Seu Mensageiro”, todos os seus pecados anteriores serão perdoados. Do mesmo modo, também os seus bons actos antes praticados poderão ser recom-pensados por Deus, o Complacente.

[1] Esta negação significa que nada mais deve ser adorado, a não ser Deus, que nada mais possui divindade, exceptuando Deus, que nada nem ninguém partilha dos atributos de Deus, e que nada nem ninguém pode ser o criador ou o sustentáculo da criação, com excepção de Deus, o Qual não possui igual ou associado.

[2] As pessoas podem perguntar o seguinte: “Se o Islão ensina que todos os Profetas e Mensageiros são iguais, então, porque motivo no testemunho de fé se afirma a Profecia de Muhammad, sem se mencionar os restantes Profetas? Há que ter em conta que, nem todos aqueles que afirmam a Profecia de Muhammad (r), conhecem todos os Profetas e Mensageiros de Deus que o precederam. Se, por exemplo, alguém testemunhasse: “Não existe outra divindade, excepto Deus, e Moisés é o Mensageiro de Deus”, isto não significaria necessariamente que a pessoa aceitasse todos os Profetas e Mensageiros que procederam a Moisés (u), como é caso de Jesus (u) ou Muhammad (r).
do livro Islã é …. de Pete Seda

723
votar
Thanks!
An error occurred!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *